Páginas

31/12/2010

Happy New Year!


Eu acho um saco isso de ano novo. Coisa mais sem sentido, vestir branco, comprar roupa nova (opa, consumismo total) em shopping lotado, ver a queima de fogos e outras coisas do tipo (claro que toda vez que participei desse ritual, eu entrava na brincadeira, afinal de contas, sou muito simpática e tento me divertir em qualquer canto desse mundo). Eu acho que isso me acontece pois meio que comemoro o ano novo no aniversário. Nessa data sim, eu fazia a listinha de mudanças para o próximo ano.

Eu nunca torci para um ano acabar, mas já torci para ele demorar de acabar. Já passei a virada do ano sozinha em casa dormindo (porque todo mundo tinha arrumado uma festa cheia e barulhenta para ir), mas nunca me senti triste por isso, pelo contrário, gostava de ir pra cama cedo e de não atrapalhar os "esquemas" do pessoal. (Você pensou "que mulher chata!", bom, aí é com você, mas eu sou diferente mesmo).

Bom, esse ano, pela primeira vez, estou contando os segundo para ele acabar, esse ano já rendeu demais. Ano que vem promete, mil coisinhas que quero e que terei que fazer. Vamos lá para a minha lista.

1. Tirar a carteira de motorista (enfrentar esse medo que me faz ter pesadelo com a policial gordinha, mesmo sabendo que sei dirigir e que dirijo aqui com uma certa frequência).

2. Estudar inglês

3. Achar uma townhouse bem legalzinha que a gente possa ficar pelos próximos 3 anos.

4. Revalidar meu diplomar

5. Mandar embora pelo menos 5kg

6. Encontrar os médicos e dentistas que irão me acompanhar aqui

7. Utilizar meu talento (e genética privilegiada) para desenvolver uns trabalhos manuais que tenho sonhado para deixar a nova casa mais bonitinha.

Por enquanto é isso. Em 2011 iríamos viajar pela Europa (sonho de uma vida), mas diante dos mil gastos que teremos no próximo ano (revalidação do meu diploma, mudança para a casa nova, compra de alguns móveis, prova do marido, provavelmente teremos que comprar outro carro pois eu vou estudar em outra cidade), a poupança americana e brasileira vão secar e o sonho vai ser atrasado em um ano (espero que em 2012 eu esteja trabalhando como "psicólica"). Na parte financeira é que sinto saudade do Brasil, a gente ganhava mais e melhor e tinha como trabalhar mais para ganhar mais...mas estamos agora no "um passo atrás para dar 10 na frente", whatever...

Espero que esse ano seja ótimo pra todos nós, com muitas alegrias e realizações, muita capacidade de passar bem pelos problemas, muita saúde, amor e gente legal.

29/12/2010

Dia especial!


Hoje comemora-se o aniversário da pessoa que mais amo nessa vida: minha mama querida. Bom, não sei ao certo o motivo do dia 29/12, já que na certidão de nascimento está que ela nasceu dia 20/12 (provavelmente algum erro no registro), mas esse erro rende frutos: ela ganha 2 dias de comemoração por ano, sem ganhar mais idade. Coisa boa do mundo, né?

Minha mãe é a única pessoa que faz eu pensar em querer voltar para SSA. Morro de saudades dela, das conversas na sala, da banana da terra com leite e tapioca, do caldinho verde, da demora dela entender o que estava acontecendo, rendendo muitas risadas, da sua tentativa de jogar o jogo do contente, da rapidez impressionante com que ela lê um livro, da inteligência (graças a Deus que esse também é um fator genético), ah, e das perguntas (sem respostas) filosóficas. O que mais admiro na minha mãe é a paciência para aturar as crises de 3 princesas (drama queen total!)...só ela para aguentar, valorizar e tentar resolver as picuinhas ridículas que a gente inventava e inventa. Pessoa maravilhosa essa minha mãe!

Apesar da distância, ela me ajuda muito nas coisas, nas decisões: já liguei chorando (tadinha, ficou toda preocupada), perdida, triste, alegre...e ela sempre me mostrando o outro lado e outra possibilidade. Ah, e sempre, sempre, sempre fala que eu preciso me alimentar melhor (Hello?! Já estou bem grandinha) e fica emocionada (literalmente) quando conto o quanto tenho me importado com a alimentação (leia "cuidados com a saúde").

Pra resumir a história, tenho a sorte de ter a melhor mãe do mundo e melhor, ser amiga dela :). Thanks God!

E para minha mãezinha querida, espero que esse dia seja muito especial, fico daqui vibrando e que esse ano, finalmente, traga coisas boas pra gente. Te amo muitão!!!!

O melhor colo do mundo!

No museu no Rio.

Formatura de Leo.

28/12/2010

A essa hora a gente já deve estar na estrada...viagem curta para respirar ares diferentes e voltar com gás total para iniciar mais um ano. Aos parentes: a neve derreteu e a estrada está tranquila. New orleans é mais quentinho e nunca neva, então as estradas vão estar seguras e o passeio promete. Já fiz uma lista dos lugares que quero visitar, separados por categorias do tipo "com ou sem chuva". Vamos passar numa loja de produtos brasileiros, estou animada!

Comecei a olhar casas por aqui e espero encontrar uma bem lindinha. Louca para decorar a casa bem bonitinha, no melhor dos estilos do it yourself, afinal, moro noe EUA (estou literalmente estudando como posso fazer as coisas). Louca também para programar jantares em casa, com petiscos de entrada, prato principal e sobremesa. Não gosto de cozinhar, nem de trabalhos domésticos, mas estamos fazendo tanto sucesso na cozinha que quero desenvolver ainda mais essa habilidade (as amigas estão pedindo receitas, e eu fico tão contente). Lembro que minha vó sempre pegava no meu pé para eu aprender a cozinhar e minha mãe sempre foi calma a respeito, afinal, ela achava que quando eu precisasse, aprenderia. E não é que é verdade?! Abaixo mostro o prato principal do jantar do dia 25, que o marido resolveu fazer pra gente: receita do outback, costela ao molho barbecue. Pensem numa coisa deliciosa?

Eu, volta e meia, fazia uma sobremesa, um capelleti, algo simples em casa. Mas e Leo? Como ele tem muitas tias, uma mãe que cozinha bem e que adora este ofício, nunca se aproximou muito do trabalho e toda vez que tentava, nem que fosse lavar os pratos, todo mundo achava que ele demorava. Resultado, cozinha para ele era só para comer. Bom, ainda no começo do namoro, ensinei a ele fritar um ovo e claro que na primeira tentativa de quebrá-lo, tudo se espatifou, mas da segunda em diante, ele conseguiu. Como na minha casa a gente só tinha faxineira, todo mundo tinha que ajudar e Leo se especializou no suco. E isso na minha casa é bem difícil, porque a gente quase não usa açúcar e quase não usa água (há uma medida certa), mas ele virou mestre que até minha mãe pedia para ele fazer :). Agora é tão legal vê-lo procurar a receita e fazer as delicias. Nós não seguimos muito a receita original, sempre mudamos os ingredientes ou porque não gostamos do que é usado na receita original ou porque simplesmente não temos o produto. Estou muito feliz pois conseguimos conquistar esta habilidade este ano (de fundamental importância nesse lado do mundo).

Chegamos na capacidade máxima de tranqueiras para a cozinha, os armários estão cheio, mais ainda falta mil instrumentos e maquininhas que queremos comprar. Já estou pensando no meu níver de 2012, quero fazer uma festinha de criança para mim, com direito a coxinha de galinha, brigadeiro, casadinho, guaraná e tudo que eu aprender no próximo ano.

26/12/2010

Mais Neve...


Hoje, marido me acordou antes dele sair para o trabalho e me mostrou tudo branquinho. Adoro ver a paisagem branquinha. Esse ano tivemos o "white Christmas" e eu adorei. Os americanos ficam super empolgados para nevar no Natal, agora, imaginem a empolgação da Baiana aqui. Mas hoje está nevando bastante, principalmente para quem mora nos lugares mais altos e não tem mesmo como sair de casa. Vi a paisagem e voltei para cama. Uns 40 minutos depois meu celular toca e era o marido, gelei na hora, medo de ter acontecido algo nessa nevasca. Ele falou que era para eu ficar em casa, que ele tinha levado muito tempo para chegar no hospital, que as ruas viraram pista de patinação de tão escorregadia, que tinha vários carros no acostamento "presos", pois não conseguiam acelerar (aceleravam, mas acabavam indo para trás, por conta da pista ter congelado). Leo disse que foi para o trabalho à 10/20 km/h, que estava super tenso (ele não pode nem pensar em ficar em casa, pois o hospital está com a metade dos profissionais, devido as festas de final de ano e hoje é dia de plantão), mas que chegou bem. Saindo daqui de casa, tem uma ladeira enorme, e apesar da tração que nosso carro tem, ele disse que deslizava na pista. sorte que a ladeira tem uns quebra-molas. Ainda bem que ele só volta amanhã e amanhã vai fazer sol (é a primeira vez que agradeço que ele vai ficar no hospital...)

Hoje começam as super promoções pós-Natal. Leo precisa de umas camisas (eu sempre falo para ele comprar, mas ele só compra de uma em uma e está sempre precisando, pois no inverno, você tem de sair com pelo menos 3 camisas e um casaco...muita roupa para lavar e passar :)) e eu quero comprar uma árvore de Natal bem bonita e alguns enfeites para o próximo ano.

Vou ali fazer as malas e acabar de arrumar as coisas para nossa viagem na terça.

25/12/2010

Neve!!!



E para celebrar o meu primeiro Natal aqui, hoje está nevando. Segunda vez esse ano, mas hoje "a qualidade" da neve está melhor. Espia aí:

video

E mais fotos...


We wish u a Merry Xmas!

Passar Natal sem a família não é fácil, pelo menos pra mim. Sempre gostei de Natal, do clima bom que toma conta das pessoas. Ano passado passei o Natal com a família de Leo (que agora é minha família também) e foi bem legal, porém, lá pelas tantas, chorei muito, com muita saudade da minha família (da Dó-ré-mi).

Esse ano as coisas vão ser bem diferentes. Desde um tempão atrás que a gente planeja a ceia que iria ser na casa da Lícia, mas foi mudada para casa da Renata. Aí, cada um precisa levar um prato, foi tenso escolher o quê iríamos levar. Muito nervoso (da minha parte) nessa hora, afinal até hoje só cozinhamos para a gente mesmo e estrear na ceia de Natal não é tão simples. Pensamos em um lombo, porque eu já sei fazer e fica bom, mas não encontramos uma boa carne aqui esses dias. Aí, pensamos no bacalhau, a mãe de Leo mandou uma receita (que já comi e sabia que era boa), procuramos e encontramos um fresco, mas muito caro. Até que Leo encontrou um pacotinho com meio quilo, sem pele, sem espinha e sem sal e num bom preço. Compramos e fiz o teste da receita mudando alguns pontos que se aproximava mais ao meu gosto (sim, testei antes de fazer para a ceia, né? Vai que fica ruim...), ficou muito boa, na verdade, acho que coloquei pouco sal, mas ficou ótimo.

Bom, no dia 22/12, Lícia fez uma comemoração pré-Natal. Foi muito legal, tinha até uvinha (com uva brasileira), que estava supimpa! Muita conversa, comida, gente legal. Eu amei!

Ontem, liguei para minha mãe, leo para a família dele e dá aquela saudade, nó na garganta e muita saudade. Fomos jantar na casa da Renata e foi bem legal, o bacalhau ficou assim ó:

Foi um sucesso, todo mundo elogiou. Estava bom mesmo e quase não sobrou nada (tinha muita comida e o pessoal provou de tudo). Além disso, levamos a panela de arroz e todo mundo adorou comer um arrozinho quentinho :).

Bom, espero que o Natal de vocês tenha sido bom!

Natal americano

Algumas coisas que aprendi sobre o Natal Americano:

- As comemorações são feitas no dia 25 e pela manhã tem a abertura dos presentes o que é um evento, principalmente para as crianças.

- O papai Noel é muito mais amado e idolatrado que no Brasil.

- Há um almoço no di 25 e o peru é o prato principal.

- No dia 24, as lojas fecham 7 pm, 10 pm...

- Tem muito coral e eventos relacionados ao tema natalino durante o mês.

-A árvore de Natal pode ser de mentira como as nossas ou de verdade (a gente viu muito carro carregando o pinheiro na caçamba)

- As árvores ficam estratégicamente nas janelas e as cortinas abertas para todo mundo que passar na rua, admirar e normalmente são gigantes.

- As pessoas enfeitam bastante as casas e ruas com o tema.

- Às vezes o Natal é comemorado no domingo antes do dia 25, pois é quando as famílias podem se reunir.

22/12/2010

Sonhos...

Desde que cheguei aqui tenho sonhado muito com a família e os amigos. As vezes sonho mais de uma vez com a família. Misturo as coisas que vivi no passado com o que vi na TV ou li em algum lugar. Acho isso tão peculiar, sonhar sempre com alguém da família...acho que é saudade consciente e inconsciente :).

20/12/2010

Feliz desaniversário!!!!

Mãezinha querida, feliz desaniversário! (abaixo um bolo de banana light com farinha integral e açúcar mascavo:)). Lov U an' miss u!

18/12/2010

Sobre o mal que o frio faz..


Bom, de cara, todo mundo sabe que o frio resseca a pele. Verdade, verdadeira. Eu comprei 3 tipos diferentes de hidratante, cada um com um tipo de vitamina e revezo passando na pele. O que aconteceu comigo foi uma espécie de alergia, tipo brotoejas pelo corpo todo. A bicha coçava e tomou minhas pernas e parte dos braços (e não estou sendo superlativa), coisa feia de se ver. os hidratantes não estavam fazendo efeito, aí comprei um óleo para impedir a água de sair do corpo, melhorou, mas não 100%. Já tem uns 2 meses que estou assim, aí resolvi colocar Betaderme, uma pomada que trouxe do Brasil e tomei Claritin por 3 dias. Aí sim, melhorou muito, não coça mais e já está quase sumindo.

Além disto, o vento frio pode causar umas queimaduras na pele (frost bite), fica igual quando a gente queima a pele na panela, bem vermelho, mas sem bolha. Leo queimou as 2 mãos assim, pior, a queimadura fica no lugar que a pele dobra, resultado, dói muito e até sangra. Coitadinho. Agora ele só sai de luvas e em casa passa quilos de hidratante (e sai melando tudo, tsc, tsc, tsc).

Os lábios ficam bem castigados e um bom balm tem que ser passado toda hora, inclusive dentro de casa. Deve-se tomar cuidado com a temperatura da água que não pode estar muito quente para não ressecar ainda mais a pele. E, por conta de tanto ressecamento, beber água é mais do que essencial. Bebemos tanta água quanto no verão de 40C daqui...

E esses dias a temperatura estava negativa e hoje ficou em torno dos 18C....afff, essa diferença louca de um dia para o outro é que me mata! Fora que saiu de 70% de humidade e agora está 45%...seco, seco!

Imagem: Google

16/12/2010

Cozinha, cozinhando, cozinheiros...



Estamos nos tornando bons cozinheiros e eu estou louca para mudar (vamos para uma townhouse) e marcar jantar lá na nova casa. Claro que estamos começando na cozinha, mas até agora, tudo tem saido gostoso e a cada tentativa aprimoramos a técnica. Finalmente achamos pão francês, vem congelado e a gente assa, é muito bom. E olha que eu não sou fã de pão, só comia pão quando não tinha nada melhor para o café da manhã, sempre minha última opção.



Ontem fizemos pizza, ficou ótima, mas muito crocante para os padrões do marido. Eu amei!!



Bom, se você tem uma receita simples, gostosa de sopas, pratos salgados (doce não me interessa no momento...) ou bolo (não torta, com recheio ou cobertura, por favor!), manda para mim (lornabg@gmail.com). Aproveito para agradecer a Jai que mandou algumas receitinhas que já fizemos mil vezes e cada vez sai melhor. Gente e se tiver algum segredinho na receita, manda também :).

14/12/2010

Frio e preguiça...



E o frio está de matar...o plástico na janela para isolar e impedir o frio de entrar aqui acabou descolando e a casa anda um gelo. Já sabemos como iremos fazer para isolar a casa, mas pra isso a temperatura tem de subir. Esses dias até nevou. Uma neve sem vergonha, devo admitir, poucos floquinhos e nada ficou branco, mas adorei o meu primeiro "banho" de neve, porém detestei o frio danado que vem junto: durante o dia o máximo tem sido 1C e de noite -16C. Bom pra usar scarf, bota e casacão apropriado para cortar o vento. Mas mesmo assim, faz um frio...

Com a mudança de temperatura fiquei resfriada, depois que fiquei melhor, andei saindo por aí e nesse frio tem me dado uma preguiça. Olha o resultado das roupas aqui em casa:
Nas cadeiras e na mesa, tudo para passar e no chão, o que falta lavar. E toda hora que eu começo a organizar essa bagunça, alguém me liga convidando para um passeio, aí a bagunça vai ficando...

12/12/2010

Frio....brrrr!!!

Esses dias falei com a prima Jane que mora no Canadá e ela disse que lá estava um friozinho bom. Friozinho pra mim fica em torno de 10C (o que antes era um frio de matar, agora é só um friozinho), mas ela disse que lá estava 0C e nevando...e isso não é frio, minha gente? Pra ela que pega muita neve durante o ano e temperaturas beeem mais baixas, 0C é friozinho, vê se pode?

Nesse frio, a gente sai menos, escurece super cedo, de 5pm em diante, a temperatura cai bastante e a nossa casa não estava aquecendo de jeito nenhum. Fazia frio com aquecedor ligado no máximo (o que fez nossa conta de luz subir horrores). Daí que descobrimos que as janelas da casa não estavam vedadas e nos quartos o frio era enorme. Descobri no jornal de domingo que existe um plástico que você coloca na janela, que veda e deixaria a casa quentinha. Procuramos saber que plástico era esse e compramos. É super fácil de colocar: cola-se um tipo de fita dupla face, depois cola o plástico e é só passar o secador de cabelo para vedar. Só teve um porém, a temperatura estava muito baixa e para fazer esse serviço, tem de estar pelo menos 5C. Perdemos tempo e paciência (não minha, mas o marido ficou todo "nevoso" porque o plástico não colova).

Ontem fui passear com uma amiga, quando saí de casa estava uns 2C, quando voltei uns 11C. A variação de temperatura é uma beleza nessa parte do mundo. Aí resolvi vedar as janelas e não é que consegui. Ontem dormi no quentinho :).

Ps: Esses dias fez tanto frio pela manhã que no percurso de casa para o carro e do estacionamento da UAB para o hospital, marido queimou as mãos...agora ele só anda de luva.

09/12/2010

Classificado: Procura-se psicólogo clínico e infantil


Leo achou no site da APA uma clínica aqui em Homewood que precisa de psicólogo clínico e outro infantil. Querem saber qual o salário? 410 mil dólare/ ano (aqui o cálculo é sempre feito anualmente). Isso significa uns 30 míl dólares por mês (depois dos descontos). Tendo em vista que médico recebe mais que psicólogo, daqui uns 6 anos, vocês podem imaginar qual vai ser nosso rendimento mensal? Como disse minha irmã "Tem jeito não, vocês vão ser ricos", Amém!

Agora me digam sinceramente, com um salário desse no horizonte, quando é que vamos voltar para o Brasil? Só de férias mesmo ou na aposentadoria.

Ps: pra ser psicólogo clínico tem de ter doutorado,ou seja, ainda tenho um longo caminho. Baby steps!

06/12/2010

Roupa

Eu tenho algum problema, posso comprar roupa, mas meu armário está sempre vazio. E nesse frio da zorra que faz aqui, essa situação tem piorado horrores. Primeiro, pois eu nem sempre sei o código de vestimenta daqui (será que posso vestir meia calça para ir em tal lugar?) e segundo que com o frio enorme que sinto, preciso usar muitas camadas de roupa que se combinem, que não fiquem muito grossas, pois ainda tem o casacão que vai por cima e também porquê não quero ganhar quilos extras com as roupas. Parece que sempre falta algo no meu armário: esse suéter é muito grande não dá pra usar com essa saia, mas é muito pequeno pra usar com a legging. Comprei uma saia linda no Brasil, pensando em usar no inverno daqui com meia calça (fio 80, pelo amor de Deus!). Só que essa belezura tem um laço fofo na frente, o que prejudica e muito nas combinações invernísticas: se a camisa fica por fora, o laço dá um volume feio; se fica por dentro, bom, camisa quente de inverno por dentro fica feio e gordo :). Nessas horas é que ser homem é beleza: calça, camisa de manga, suéter, sobre-tudo ou casaco, sapato e tchan-ran! Só sei que saí para tentar comprar uma blusa que me permitisse sair confortável com a sainha e acabei achando uma chamise linda e um casacão (esse foi Leo que achou), mas a tal camisa pra combinar com a saia, neca-de-pitibiriba! Acabei achando uma outra opção para a saia e ninguém viu, pois o frio estava doendo e eu nem tirei o sobre-tudo :).

Coral.

Ontem de noite fomos num coral na igreja de Natal. Desde que cheguei queria ver como seria, porque eu via nos filmes e achava lindo. Ontem de noite Leo conseguiu ir comigo e foi bem interessante. Muita música, uma orquestra grante, o coral tinha umas 70 pessoas. Tinha ainda o coral de crianças e o de jovens. Teve sapateado, ballet, jazz, solo de violino (amo!), jogo de luz, tava muito lindo mesmo. A única coisa que não gostei foi o tempo da apresentação, achei muito longo (2hs). Encontramos vários brasileiros lá, inclusive uma família nova e só não saímos para comer uma pizza juntos, pois hoje o Dr. tem plantão.

Bom, o frio aqui tá dureza. Usei meu sobretudo importado (comprei em Porto Alegre..risos), eu tava muito chique. Leo estava lindo, mas nãqo chique, deixou o sobretudo novo e chiquetê em casa mesmo :), usou uma jaqueta de couro que compramos em NYC no começo do ano. Se tem uma coisa boa no frio é se vestir bem.

Antes da gente ir ver o coral, passamos numa loja, pois estou precisando de bota e roupa, aí tinha uma pessoa (bem gordinha, por sinal) vestindo uma blusa sem manga e calça social. Eu e Leo com várias camadas de roupas...aí eu disse que naquele frio, a camada adiposa da moça deveria ajudar a não sentir nada e sair "pelada" e Leo " é, mas eu na minha magrelice toda preciso das várias camadas de pano". E para fechar a noite, recebi um super elogio de uma amiga, que mesmo com as minhas mil roupas disse que eu estava mais magra (ela disse que meu rosto estava mais fino). Ai, ai elogios são sempre welcome :).

01/12/2010

6 meses de mudança para os EUA


Como o tempo voa...
Na segunda, achei esse site, nesse blog aqui . São depoimentos de estrangeiros que foram para o Brasil. Eles contam o que acham do país, as saudades, dificuldades (pena que está em inglês) e lembrei que a gente tá fazendo 6 meses que mudou.

Aí vai alguns comentários:

- Como já tinha lido em vários lugares, o primeiro mês é muito legal, tudo novo, divertido. Do segundo ao quarto mês, é o mês da "depressão", bate saudade de tudo, vontade de ir embora, pergunta "pra quê eu resolvi mudar pra cá ?", muito choro. Depois, você vê a luz no fim do túnel, começa a planejar o futuro, percebe que aqui é melhor para viver que no Brasil (mas #comofas com a saudade?), conhece gente, vai se introduzindo na cultura, até escolhe um time para torcer e compra camisa do time (mas vê se pode uma coisa dessas?).

-Aqui as pessoas não dão beijinho no rosto quando se encontram, mas apertam a mão, sempre tenho que inibir meu reflexo primário dos beijinhos no rosto.

- Aqui você sempre manda um "Hi, how are you?", pro caixa do mercado, pra moça do restaurante, isso é algo primordial nos EUA. Sempre fala "please" e "excuse me". Sempre, sempre. Se não falar, todo mundo te olha atravessado. Ah, aqui o espaço entre as pessoas, nas filas e em qualquer lugar é maior que no Brasil

- O trânsito aqui é tão organizado que chegar a ser difícil de entender :).

- Quando no cardápio diz que a comida não tem pimenta, não acredite.

- A coca-cola é muio ruim, mas o Dr. pepper (um tipo de refrigerante) é o mesmo que beber Novalgina. Eca! Eca! Muito ruim.

- A comida aqui mistura doce e salgado de uma forma meio estranha para o meu paladar.

- Aqui todo mundo toma leite, sempre.

- Não há prioridade nas filas ou repartições públicas, quem chega primeiro é atendido.

-Americano é muito curioso (assim como brasileiro, mas de maneira diferente), segundo um americano que conheço, a curiosidade do americano é para ter certeza que você não é um psicopata, a do brasileiro é para conhecer mais você e ficar mais amigo.

- Pedir para alguém que não seja seu familiar para ser seu fiador é algo ilegal.

-Mandar dinheiro pelo correio é legal, inclusive você pode pagar contas pelo correio.

- As casas são feitas de madeira e você pode ouvir a vida de seus vizinhos (e não entendo o motivo das casas serem caras, já que de material não deve-se gastar quase nada comparado com o Brasil).

- A sobremesa americana é uma maravilha, tem para todo gosto e deve ser evitada se você quiser se manter em forma.

-Qualquer serviço custa os olhos da cara, por isso aqui a galera passa adiante a cultura do "do it yourself".

- O anel de casamento das mulheres daqui, são muito lindos. com diamante e bem feminino.

- Aqui tem "garage/yard sale" que você pode achar precisosidades à baixos preços.


Imagem: google imagens