Páginas

14/04/2011

Enquanto isso na emergência...

Marido está rodando na emergência esse mês. Os horários são melhores, mas a metade dos plantões são das 3pm-1am, um porre porque eu acabo acordando de madrugada. Olhando pelo lado positivo, não preciso fazer janta, pois o marido tem de comer pelo hospital mesmo.

Esses dias, ele saiu rapidinho da emergência para jantar, mas acabou chegando 4 minutos antes da cafeteria abrir e ficou na frente esperando, tinha uma família esperando também e um menino de uns 7 anos chegou perto e perguntou:


Criança: você é médico?
Marido: yep!
C: você pode consertar  meu dedo que está duro e quebrado?
Vó: seu dedo não está quebrado, você está inventando.
C: é...mas meu amigo puxou o dedo e botou no lugar de novo!
(Vocês lembram daquela brincadeira que os adultos faziam fingindo que tiravam o dedão, né?)
V: Ele estava lhe enganando, foi de brincadeira, ele fez pra enganar vc...
C: Não, eu vi, foi verdade, eu vi... Você sabe colar um dedo? Você sabe como faz isso?
M:Não... mas não pode colar o dedo assim...
C: Pode sim, meu amigo fez rapidinho!
M: É...então eu não sei.
C: Você é rico?
M: (vontade de responder:  você acha que se eu fosse rico estaria aqui no ER?) bem que eu queria...

Acho que o pobre do menino saiu desorientado, conheceu um médico que não é rico e ainda que não sabe colar um dedo (coisa que o amigo faz)! Ah, essas crianças..

5 comentários:

  1. kakakkakakakakakakkak! Se o menino queria ser médico, teu marido acabou com o sonho dele. kakakaka

    ResponderExcluir
  2. Foi o que eu disse pra ela, Karol :)

    ResponderExcluir
  3. Hahahaha já tão pequeno e a mentalidade materialista fazendo a lavagem cerebral no moleque,rs!

    ResponderExcluir

O que você acha disso?