Páginas

24/11/2013

Processo de residência médica nos EUA: mais detalhes

Vai chegando o final do ano e eu vou recebendo mais e mais emails sobre o assunto. Agora que meu marido participa ativamente do processo, acho que posso ajudar mais quem passa aqui com algumas dúvidas.

NOTAS DOS STEPS

Esses dias estava conversando com uma amiga que é casada com um residente e ela me falou que as notas dos steps não importam muito, que o candidato precisa ter o mínimo necessário para ter uma chance e que foi essa informação que eles tinham ouvido falar até então. E é verdade SE o candidato tem méritos acadêmicos, por exemplo, publicações internacionais. Desta forma, você equilibra seu currículo. Eu posso garantir que uma nota alta impressiona e muito. O ponto de corte do step é 188, se o candidato tira 250, impressiona demais. Se ele tira 200, tá ok (mas o fato é que possivelmente os outros candidatos foram melhores nesse aspecto que ele), mas ele vai precisar ter outras habilidades para equilibrar essa diferença.

No entanto, se o candidato acabou de sair da faculdade de medicina (que foi o caso do meu marido) possivelmente ele não terá tanta coisa importante no currículo. Além de uma nota alta nos steps, ele não terá muito o que apresentar. O caso do marido dessa amiga foi diferente, ele já tinha feito residência no Brasil, fez pós-graduação nos EUA e por tanto, era um candidato diferenciado.

IDADE

A idade pode importar ou não depende muito do programa (alguns programas só aceitam candidatos com no máximo 5 anos de formado). Por exemplo, a neuro aqui na UAB foca mais em candidatos novos porque a carga de plantão e de trabalho é enorme (foi o serviço que mais recebeu transferência entre todas as especialidades no ano passado, mais que trauma! Pense aí a quantidade de trabalho). Dos 24  residentes da neuro (6 residentes de cada ano), só 1 tem mais de 30 anos. No entanto, em outros programas não precisa dar plantão, a carga horária não é tão pesada, então eles não se importam com esse o fator idade. Inclusive tem programas que são conhecidos por aceitarem mais médicos estrangeiros que já fizeram residência em seus países.


O "PODER" DO  RESIDENTE CHEFE

O residente chefe não manda em nada. O diretor do programa seleciona os candidatos, a partir das inscrições que os candidatos fizeram no ERAS e envia uma lista para os residentes chefes cuidarem da logistica relacionada ao processo (fazer a lista de quem vai participar do jantar, café da manhã, pegar os candidatos no hotel etc). E então, o residente chefe assim como os outros residentes, vão se encontrar com os candidatos e depois eles farão uma lista dos candidatos que eles acham mais fortes para cruzar com a lista que os professores fazem.


AS CARTAS DE RECOMENDAÇÃO

Há pesos diferentes diante das cartas de recomendação. Por exemplo, dependendo do cargo do autor da carta e também do conteúdo. Por exemplo, muito estrangeiro vem passar 1 mês em um serviço aqui nos EUA. A chance das cartas de recomendação recebidas por alguém que passou pouco tempo aqui ser boa é bem difícil. Vou explicar melhor. Se o médico não conhece muito você, ele vai escrever uma carta padrão dizendo que te recomenda. Se o médico conhece muito você, ele vai escrever uma carta contando detalhes e descrevendo minuciosamente os motivos de você ser um candidato forte. Acredite, isso faz uma diferença enorme!

9 comentários:

  1. OI LORNA,O "OBSERVER" DO SEU MARIDO FOI DE QUANTO TEMPO?. OBRIGADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele fez um semestre aqui (spring).

      Excluir
    2. e foi muito caro?

      Excluir
    3. Meu marido conseguiu uma bolsa de estudo pela universidade para fazer pesquisa nos EUA. Daí, entrou em contato com alguns professores dos EUA e conseguiu o estágio sem pagar nada.

      Excluir
  2. Seu post e bem legal para as pessoas que tem duvidas nessa area, tenho certeza que vai ajudar muita gente.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. A melhor parte do texto e "O residente chefe não manda em nada."
    kkk
    abraco pra Leo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é? Segundo Leo o residente chefe é uma secretária com o MD no final do nome :)

      Excluir

O que você acha disso?