Páginas

04/06/2012

21 dias de férias e das coisas que aprendi

21 dias comendo filé mingnon e picanha. 21 dias sem limpar nada e encontrando tudo limpo. 21 dias sem cozinhar e comendo tudo de melhor. 21 dias recebendo amor da família e amigos. 21 dias dizendo "que calor nessa cidade!". 21 dias tendo o mar como plano de fundo. E agora, o que faço? Quero voltar...

Pois então, as férias acabaram e não deu tempo de fazer nem a metade das coisas. Tivemos muitos contratempos, o que gerou ansiedade e confusão nas férias, mas né, fazer o quê? Agora estou tentando entrar no eixo novamente.

Sim, aprendi que:

* A comida em Salvador é cara pra caramba (eu achava que aqui as coisas eram caras, mas tomei um susto nos mercados e restaurantes). E eu estou falando de comida porque  roupa, sapato e afins é um absurdo de caro!

* Como eu conseguia dirigir em Salvador? Que loucura é aquela gente?

* A saudade que sentia não era da comida, não comi nem metade das coisas que queria. A saudade era das pessoas, era de ir com minha mãe, irmã e cunhado comer a torta carequinha e não a torta carequinha em si. Saudade de conversar com a parentada e rir dos causos antigos que vivemos juntos ou de outros que cada um viveu. Saudade de ir no Maná com a amiga ou de acompanhar o crescimento dos filhinhos dela.

* Comparada com a vida e a correria de Salvador, B'ham é maravilhosa e embora eu não queira voltar a morar no Brasil, na volta, eu chorei de saudade e fiquei pensando em mil possibilidades de voltar a morar na terrinha, "só" para ficar perto das pessoas que me fazem feliz.

* Não posso viajar de ônibus, passo muito mal e não tem remédio de enjôo que dê jeito! (preciso ler isso aqui antes de viajar). Agora, se for viajar para o interior, alguém precisa me buscar. Sofri muito viajando de ônibus!

*Eu estou confortável com a distância entre pessoas exigida pela etiqueta americana e me senti invadida. Também senti falta da educação (mesmo que falsa) dos funcionários dos supermercados e da agilidade como as coisas são resolvidas.

* Não devo tirar visto em Recife, mesmo que a primeira vista haja uma economia nas passagens. Eles são muito atrapalhados, mal treinados e claro, muito mal educados! E apesar de eu já ter saído com o visto aprovado dos EUA, perdi 4 dias das férias e mais uns 5 dias de ansiedade por conta de tamanha incopetência.

e por último, essa vale para todo mundo:

* Nunca, jamais, em hipótese alguma acredite quando olhar no painel do aeroporto que o seu vôo está 2 horas atrasado. Mesmo que você se dirija ao portão de embarque e o funcionário da América Airlines confirme que o vôo vai atrasar. Não confie nunca! Você pode perder sua conexão para casa e isso não é nada agradável, Hunft!

Bom, agora é tentar entrar no ritmo outra vez!

Todo dia que planejava ir à praia, chovia, mas tive que ir mesmo assim, né?

11 comentários:

  1. Como fico feliz por vc ter revisto sua família, Lorna!
    Eu tb to planejando uma surpresinha p minha mãe. Qual foi a reação da tua mãe? Ela chorou? Teve um pirepaque? huahaua

    Eu tenho ctz q vou me assustar com o transito de Fortaleza depois de 1 ano aqui, nessa calmaria.
    E já planejo passar beeeeeeeeeem longe de qlq shopping.

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rebeca, acredita que eu fui ao shopping? Choveu muito lá em salvador e eu aproveitei para comprar umas roupas e presentinhos pro pessoal daqui :)

      Excluir
  2. li teu post rindo e lembrando de mim oh, como a comida tá cara em manaus, como faz calor naquela terra, e a minha saudade também é mesmo das pessoas e como seria bom poder ter os dois a qualidade daqui e as pessoas de lá... bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é? O pior é que o Brasil tem dinheiro para ser tão bom quanto aqui...mas enfim, a gente vai levando.

      Excluir
  3. Oi Lorna, faz um tempao que nao passo por aqui :)

    Que otimo visitar a familia, neh?? Mesmo sendo corrido, eh maravilhoso... Repor as energias, heheheh

    Tambem estou em terras brasileiras, ficarei ate agosto... Mas ja estou estranhando algumas coisas.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Nossa Lorna, estou aqui no Brasil ainda, e estou pensando exatamente como voce neste post. Eu amo minha familia, e sao das pessoas que mais sinto falta aqui. Mas das coisas e do pais em si nao mais. Toda vez que venho me assusto com o preco das coisas, com a loucura do transito, sujeira, bagunca, falta de educacao... quando venho ao Brasil eh quando me dou conta de quanto amo os EUA, ateh mesmo Farmington, que eu tanto "odeio" (jah nao odeio mais) hehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou vendo as suas fotos, boas férias!

      Excluir
  5. Que delícia curtir a família um bocadinho...
    Fico feliz que vc aproveitou bastante...
    Agora é voltar a realidade da gringolândia!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. ai como eh bom poder rever a familia, e voce bem que explicou o que eu nao conseguia. Nao sinto falta da comida do Brasil mas, sim das pessoas que geralmente estao naquele cenario "almoco de domingo".

    Estamos tendo os mesmo sentimentos, por mais que eu nao queira voltar a morar no Brasil pelos exemplos citados acima lol (tudo ser mt caro, funcionarios mal humorados, etc) eu sinto falta das pessoas que sao capazes de alegrar meu dia sem precisar dizer uma palavra.

    Saudades mil da minha terrinha!!!!

    ResponderExcluir
  7. Bom, pra mim valeu a pena vê-la pelo menos aquelas horinhas de uma noite tão agradável (e quente!).
    Imaginei o seu "desacostume" para aquilo que encontrou aqui nas terras tupiniquins: a educação, o trânsito, os preços, o clima...
    Que dizer? Já estou com saudades!

    Muitos beijos, prima!

    P.S: Depois mando as fotos da mousse de goiabada! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  8. Carolina Meneses6 de junho de 2012 16:13

    Oi Lorna, estava com saudade dos seus posts! Vou em agosto morar nos EUA e já li todo o blog (já tinha te dito, né?). Estou faminta por mais posts. hahahah QUe bom que aproveitou as férias. Estou imaginando quando eu sair de Teresina para morar nos EUA, olha a diferença que não vai ser? Estou ansiosa!! Bom retorno à rotina americana. Bjss

    ResponderExcluir

O que você acha disso?